domingo, 22 de junho de 2008

17- DEPRESSÃO

DEPRESSÃO
A depressão impede rins e intestinos de trabalhar bem, dores de cabeça, taquicardia, alterações de memória, de sono, cansaço, retenção de toxinas no corpo, descontrole menstrual, falta de apetite levando ao emagrecimento ou compulsão alimentar levando ao aumento de peso.

Os sinais psicológicos são: sensação de culpa freqüente, auto-repreensão, apatia, agressividade reprimida, impulsos destrutivos, tendência ao isolamento e a atividade é vista como ameaça.

Há dois significados para depressão: primeiro, a pessoa não assume responsabilidade por si própria e, segundo, sente-se subjugada, escrava, sem liberdade.

Quando se acredita na própria falta de valor, quando se negam talentos e qualidades, quando há auto crítica ocorre um movimento que vai contra o eu verdadeiro e então se experimenta medo, falta de coragem para enfrentar um desafio.

O poder sendo transferido a terceiros torna a pessoa dependente. Fraqueza no processo de pensamento traz doença como conseqüência. Por outro lado, há a ansiedade que acompanha a depressão, pois a independência verdadeira significa estar só e o medo de ficar só parece ser a maior ansiedade de nossos tempos.

Superar um processo de depressão envolve entrar em contato com os próprios sentimentos, com o próprio eu profundo e quando isso acontece, instaura-se a fé individual em si mesmo.

Depressão é um processo no qual a pessoa vive no passado com uma negação do presente. O passado é perpetuado no presente, ele é sempre vivenciado, mesmo quando é negado como uma autocondenação permanente.

A pessoa se projeta em um futuro pouco realista, pois á uma esperança pouco objetiva de mudar as circunstâncias do passado. Imagina-se um futuro irreal.

É irreal porque a força de mudança se encontra no presente e só no presente!

Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...