segunda-feira, 10 de novembro de 2008

77- *CODEX Alimentarius: os últimos dias de liberdade na saúde?*

A partir de 01 de Janeiro de 2010 entra em vigor o polêmico *Codex Alimentarius*.

O Codex Alimentarius é um Programa Conjunto da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação - FAO e da Organização Mundial da Saúde - OMS.

Trata-se de um fórum internacional de normalização sobre alimentos - sejam estes processados, semiprocessados ou crus - criado em 1962, e suas normas têm como finalidade 'proteger a saúde da população', assegurando práticas equitativas no comércio e manuseio regional e internacional de alimentos.

Sua influência se estende a todos os continentes e seu impacto na saúde dos consumidores e nas práticas do comércio de alimentos em todo o planeta será incalculável.

As normas Codex abrangem ainda aspectos de higiene e propriedades nutricionais dos alimentos, código de prática e normas de aditivos alimentares, pesticidas e resíduos de medicamentos veterinários, substâncias contaminantes, rotulagem, classificação, métodos de amostragem e análise de riscos.

Essa regulação tão 'abrangente' virá a ser uma fonte poderosa de *controle*sobre as grandes populações e de apreciável *lucro* para as grandes corporações, especialmente as dos ramos químico e farmacêutico.

*Quem controla a comida, controla o mundo!*

Codex vai trazer severas restrições à nossa já precária LIBERDADE de escolha em termos de alimentação e prevenção/tratamento de doenças.

Os opositores do Codex fizeram uma síntese do que representará essa complexa rede de regulamentações, que, quando implementadas, serão *MANDATÓRIAS* para todos os países membros, cerca de 170 - o que inclui o Brasil:

- Suplementos nutricionais, como vitaminas, por exemplo, não poderão mais ser vendidos para uso profilático ou curativo de doenças; potências de qualquer suplemento liberado, estarão limitadas a dosagens extremamente baixas, sub-dosagens, na verdade, e somente as empresas farmacêuticas terão autorização para produzir e vender esses produtos (preferencialmente na sua forma sintética) em potências *mais altas* - no caso da vitamina C, por exemplo, *qualquer coisa acima de 200mg* será considerada 'alta', e será necessária uma receita médica para se poder comprá-la...

- Alimentos comuns, como o alho ou o hortelã, por exemplo, poderão ser classificados como *drogas*, que somente as empresas farmacêuticas poderão regulamentar e vender. Qualquer alimento ou bebida com qualquer possível efeito terapêutico poderá ser considerado uma droga.

- Alimentos geneticamente modificados não precisarão ser identificados como tal, e não saberemos a origem do que estamos comendo; a criação de animais geneticamente modificados também já consta dessa mesma pauta, ou seja, vai ser difícil saber que bicho se está comendo.

- Aditivos alimentares, a maioria sintéticos, como o aspartame, por exemplo, serão aprovados para consumo sem que se tenha conhecimento dos efeitos a longo prazo de cada um nem das interações entre eles a curto e longo prazos.

- Todos os animais destinados ao consumo humano, deverão receber hormônios e antibióticos como medida profilática; sabe aquele 'gado orgânico', criado solto em pastagens e tratado só com homeopatia?. .. nunca mais!

- Todos os alimentos de origem vegetal deverão ser irradiados antes de serem liberados para consumo: frutas, verduras, legumes, nozes.... nada mais chegará à nossa mesa como a natureza fez - tem gente brincando de Deus, mas desta vez não para criar, e sim para DEScriar..

- Os produtos 'orgânicos' estarão completamente descaracterizados, pois terão seu padrão de pureza reduzido a níveis passíveis de atender às necessidades de produção em grande escala; alguns aditivos químicos e várias formas de processamento serão permitidos; tampouco haverá obrigatoriedade por parte do produtor de informar que produtos usou e em que quantidades - rótulos não serão obrigatórios na era pós-Codex.

- Para a agricultura convencional, os níveis residuais aceitáveis de pesticidas e herbicidas estarão liberados em níveis que ultrapassam em muito os atuais limites de segurança! Em outras palavras, *estarão envenenando nossa comida.*

Em síntese: *os objetivos do Codex incluem *
*(1) globalização das normas,*
*(2) abolição da agricultura/ criação orgânica,*
*(3) introdução de alimentos geneticamente modificados,*
*(4) remoção da necessidade de rótulos explicativos de qualquer espécie*
*(5) restrição de todos os remédios naturais, que serão classificados como drogas.*

O Codex, na verdade, já começou a 'acontecer' por aqui - alguém já reparou que não se consegue comprar nada numa farmácia de manipulação sem ter uma receita médica? Nem uma inocente vitamina C... Em compensação pode-se comprar praticamente *qualquer coisa* SEM receita médica numa farmácia regular, que vende produtos industrializados, mesmo se forem antibióticos, anti-inflamató rios... - e até aquela mesma vitamina C que nos negaram há pouco na outra farmácia...

Indicar aquele chazinho para um amigo? Ou quem sabe informar ao vizinho que farelo de aveia ajuda a reduzir o colesterol? Sugerir que mamão solta e banana prende?... Nem pensar! Poderá ser considerado 'prática ilegal da medicina'! Não se poderá dizer que produtos naturais curam doenças porque não são medicamentos e, na era pós-Codex, só medicamentos APROVADOS pelas novas regras poderão ser referidos para tratar doenças... e assim mesmo, só por um médico!

Exagero? - já teve *gente presa na França por vender 500mg de vitamina C*

...é que lá essa potência já é considerada 'remédio', e não pode ser vendida sem receita médica.

Medicina alernativa, tibetana, ayurveda, homeopatia, essencias florais, AROMATERAPIA, ÓLEOS ESSENCIAIS, ... só se a turma do Codex disser que *pode*. Se esse 'programa' entrar em vigor (daqui há pouco mais de 1 ano) da forma como vem sendo 'curtido' há mais de 45 anos, e alertado mundo afora, teremos perdido nossa liberdade de optar por uma medicina e nutrição naturais, poderemos vir a precisar de receita médica até para ir à feira...

PARA SABER MAIS:
** We become silent - VÍDEO online*
http://kevinpmiller .blogspot. com/2006/ 11/we-become- silent-produced- by-kevin- p.html

** Lento sterminio di massa*
http://www.youtube. com/watch? v=noSVb0XOBU4>

** Global control of our food*
http://www.anhcampa ign.org/files/ 080423-Codex_ one-page- flyer.pdf

** Criminalizing Food - Rima Laibow - VÍDEO online*
http://video. google.com/ videoplay? docid=-5266884912495233634&ei=70j1SOnCBZLAqAKQ 5ODpDg&hl=pt-BR

** Food lies - Brian Clement - VÍDEO online*
http://www.youtube. com/watch? v=nhApQ3QkG0Q

** In-depth information on Codex*
http://www.healthfr eedomusa. org/index. php?page_ id=161

** Codex Alimentarius do Brasil*
http://www.agricult ura.gov.br/ portal/page? _pageid=33,1212423&_dad=portal&_schema=PORTAL
Tags: comportamento, vegetarianismo, política, sustentabilidade, ativismo, educação, ciencia, terapias, economia, ecologia Prev: Ensinamentos para uma abordagem holística do Ser : : Roberto Crema


Fonte: http://danielcaixao.multiply.com/journal/item/460/460

Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...