sábado, 22 de maio de 2010

207- Ministério da saúde alerta quem tomou a vacina h1n1


Ministério da Saúde alerta para o risco de falso resultado positivo de HIV após vacina H1N1

Documento diz que devido a acelerada produção industrial da vacina não foi possível analisar todos os efeitos colaterais


O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, publicou uma nota técnica sobre a possibilidade de resultados falso-positivos em testes imunoenzimáticos para HIV entre pessoas que receberam a vacina contra Influenza A (H1N1). Segundo o documento, por causa da aceleração da produção industrial da vacina, com as novas tecnologias e adjuvantes, não foi possível ainda diagnosticar os efeitos adversos da medicação.

Clique aqui e veja a íntegra da nota do Ministério da Saúde

A nota diz ainda que tal fato foi constatado em exames feitos após a vacinação. "Isso ocorre porque ao tomar a vacina, o corpo começou a produzir anticorpos Imunoglobina M (IgM), que é produzido diante da primeira exposição a um antígeno", afirma.

De acordo com o infectologista da Santa Casa e do hospital Conceição André Luiz Machado da Silva o resultado falso-positivo é comum em pacientes que recebem qualquer espécie de vacina, pois as doses são compostas por vírus. A regra, para casos de amostras reagentes, é repetir o exame após 30 dias do primeiro resultado.

— O teste de confirmação do exame de HIV é fidedigno com a real situação do paciente, por ser mais específico — explica Silva.

A infectologista da Santa Casa Cynara Carvalho Nunes complementa a explicação do colega:

— Quando o indivíduo faz a vacina (que tem a presença de vírus inativados) há uma resposta imunológica com a produção de anticorpos contra aquele agente, neste caso, o H1N1 — declara.

Ela ressalta que o teste anti-HIV (detecção de anticorpos contra vírus HIV) de triagem são usados as substâncias Quimiluminescencisa e Elisa (Enzyme Linked Immunosorbent Assay), que são muito sensíveis e por isso podem dar resultados positivos. Ela alerta:

— Se isto ocorrer, a pessoa que tem o teste Anti-HIV positivo deve procurar um infectologista para fazer os testes confirmatórios Western Blot.

E salienta:

— Também é aconselhável que no período após receber a vacina não se faça estes testes como Anti-HIV e outros, pois devido a resposta imunologica ao medicamento, podem ocorrer resultados falsos-positivos.

O documento não especificou o período em que se pode dar um resultado falso-positivo para os testes de HIV para quem já se vacinou contra a gripe A, mas pede aos profissionais da saúde para que informem aos pacientes que recebem a vacina sobre a possibilidade dessa ocorrência e que sigam a instrução de refazer o exame depois de um mês.

*********

Lena Rodriguez
www.cuidebemdevoce.com


Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...