domingo, 26 de fevereiro de 2012

AMOR E RELACIONAMENTOS
NEUROCIÊNCIA / PSICOLOGIA / SAÚDE

O coração humano. ele bate mais de cem mil vezes por dia, levando milhares de litros de sangue por nossas veias. É o músculo mais importante do corpo e quando ele para pode ser fatal. Mas é possível que o coração não seja apenas uma bomba biológica ?  Será que nosso coração pode pensar e sentir ?  O coração possui sua própria rede neurológica central que tem sido chamada de cérebro do coração. Agora cientistas do mundo todo tem uma visão nova e revolucionária do coração. O interesse não poderia ser maior, desvendar os mistérios desse órgão vital pode ajudar a vencer a batalha contra a maior assassina do mundo, a doença cardíaca. (aguarde alguns segundos para carregar o vídeo)



Um fascinante documentário que investiga alguns dos mistérios mais intrigantes do coração e acompanha os cientistas na linha de frente da ciência cardíaca. Histórias incríveis do mundo inteiro parecem sugerir que o coração é um órgão muito mais complexo e misterioso do que se imaginava.

Será realmente possível morrer por um coração partido? As experiências com pacientes de transplante de coração provam que o órgão é capaz de armazenar memórias? Como as doenças cardíacas são hoje a maior causa de mortes no mundo, este programa analisa o músculo mais importante do corpo humano de uma forma revolucionária. Desde as incríveis novas conexões entre o coração e a mente até o intrigante sistema de neurônios apelidado de "o pequeno coração no cérebro", esta é a vida secreta do coração humano.

Questionando opiniões médicas consagradas, este documentário investiga se as pessoas podem morrer em decorrência de uma desilusão amorosa ou se as mentes podem causar as doenças cardíacas, e se o coração compartilha algumas das funções cerebrais mais cruciais. Enfim, tudo indica que os poetas tinham razão: nossas mentes e corpos estão mesmo estritamente ligados e a expressão "coração partido" contém uma verdade literal, além da metafórica.
____________________ 

Michel Adoul, fala sobre o coração:
 
"O coração - É o órgão principal da circulação sangüínea. Ele é a bomba mestra dessa circulação. mas uma bomba inteligente e autônoma cuja sutileza de reação é extraordinária. Através do seu ritmo. é capaz de responder instantaneamente à menor solicitação. seja ela fisiológica (esforço) ou psicológica (emoção). Pela sua estreita relação com o cérebro, é capaz de regular de maneira muito precisa as pressões e os ritmos circulatórios que as circunstâncias ambientais necessitam. É ele que comanda, dirige nossa capacidade de adaptar nossas reações interiores às exigências exteriores. O coração é um músculo dito "involuntário",ou seja, que funciona além da nossa vontade consciente. Sua relação com o Inconsciente é forte e explica a importante influência das nossas emoções conscientes e inconscientes no nosso ritmo cardíaco. Sede tradicional do amor e das emoções, a sua relação privilegiada com o cérebro, que depende dele em termos de energia nos mostra o quanto um amor verdadeiro não pode se contentar em ser passional, mas que também deve ser "inteligente". Senão, corre o risco de se tornar cego.

Os males do coração - Eles nos falam das nossas dificuldades para viver o amor e as nossas emoções que costumam durar a vida toda. Eles podem significar também que damos lugar demais para o ressentimento, para a raiva, para a violência, que reprimimos ou exprimimos de forma distorcida (esporte, jogos, feridas). Enquanto isso, o lugar do amor pela vida, por nós mesmos, pelos outros, pelo que fazemos diminui cada dia mais. Ora, lembremo-nos que o coração faz a distribuição do sangue dentro de nós. Se cultivarmos estados emocionais negativos, eles serão distribuídos da mesma maneira...

As palpitações, as taquicardias, os infartos e outros problemas cardíacos exprimem todo o nosso sofrimento para gerar os nossos estados emocionais ou, ao contrário, para dar-lhes a possibilidade de se exprimir, de viver dentro de nós. Uma atitude séria demais em relação à vida e ao que acontece, a ausência de prazer no que fazemos ou sentimos, o pouco espaço para a liberdade e a descontração fragilizam as energias do coração e podem se traduzir por tensões cardíacas. Porém o excesso de prazer ou de paixão também fragiliza as energias do Coração e pode se traduzir pelos mesmos efeitos..."  
(trechos do livro: Diga-me onde dói e eu te direi por quê)
______________


Este artigo foi publicado pelo Institute of HeartMath e enviado no dia 23/10/11.  Se quiserem ler o artigo completo podem ir ao site www.heartmath.org

De acordo com o artigo publicado pelo HeartMath, cientistas,  pesquisadores e neuro cardiologistas acreditam que o coração mantém um dialogo constante com o cérebro e que o coração tem um cérebro próprio.
Estes cientistas acreditam que o coração e o cérebro influenciam um ao outro, porem o coração manda muito mais informações para o cérebro do que o oposto. Estas informações contem sinais que podem influenciar a percepção do individuo e suas experiências emocionais.

Dr. J. Andrew Armour introduziu o termo “heart brain,” que significa o “cérebro do coração,” em 1991.  Na sua opinião,  o coração tem um sistema complexo de nervos chamado “o pequeno cérebro.”  Este sistema contem vários tipos de neurônios, neurotransmissores, proteínas, e células.  Estes mesmos componentes são achados dentro do cérebro. 

O coração, de acordo com Dr. Armour, pode agir independentemente do crânio. Ele pode aprender, lembrar e mesmo sentir.

O que os cientistas do Institute of HeartMath descobriram em suas pesquisas em relação ao heart brain que também e chamado o “coração inteligente” e que – quando  os cientistas deliberadamente influenciam o estado emocional da pessoa através do coração, o cérebro e afetado neurologicamente pelo o coração –  isto sugere que quando as pessoas experiênciam um estado causado por sentimentos sinceros de positividade, não só o ritmo do coração e afetado mas mensagens são mandadas do coração para o cérebro.
Quando isto ocorre, a informação positiva afeta o cérebro, influenciando o desempenho de suas funções.  Estas descobertas talvez ajudem a clarificar as mudanças de percepções, aumento de claridade mental, e intuição.

Outras pesquisas tem demonstrado  que quando as pessoas são expostas a mensagens positivas, como por exemplo,  um filme engraçado ou  fotografias positivas que mostrem cenas de amor e felicidade, que o coração e o cérebro reagem positivamente.
  
Assim como negatividade, a nossa maneira de ver o mundo através de pensamentos baseados em um passado triste, afeta o nosso cérebro e a nossa saúde.

_______________

Todas as Essências Florais são para o coração! Os gritos do corpo são as mensagens das emoções... É no Coração que SENTIMOS, através de nossas percepções da vida... Tais percepções partem da Mente e toda sua bagagem subconsciente = registros, programas, memórias armazenadas, enfim nossa crenças equivocadas... É através do SENTIR também que expandimos nossa consciência, pois o Coração está intimamente ligado ao cérebro/mente... Portanto,

Cuide bem de você...
www.cuidebemdevoce.com

Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...