sábado, 25 de junho de 2016

Os florais que curam a alma



Os Florais de Bach são distribuídos em mais de 60 países ao redor do mundo. Uma terapia complementar que procura tratar a causa da doença por meio do uso de essências florais, todas elas descobertas pelo Dr. Edward Bach. Pesquisas científicas feitas no Reino Unido, em 2003, mostraram que mais de 90% dos remédios só funcionam para 30% a 50% das pessoas, portanto as terapias complementares devem também ser pensadas e utilizadas com bom senso para colaborar no processo de cura, seja física, mental ou mesmo espiritual. Conheça também alguns dos 38 florais, para quem são indicados e os benefícios que podem trazer.

Antes de conhecermos um pouco dos Florais de Bach é preciso questionar a nós mesmos: até onde nos conhecemos? Os florais descobertos pelo Dr. Bach são um método simples, natural e prático, de cura para variadas causas de doenças, através da observação do estado mental e do reconhecimento dos seus sintomas.

Descoberta. De maneira básica a terapia dos florais é composta por 38 essências preparadas a partir de flores e plantas silvestres, e são indicadas para tratar as causas mentais da doença. Foi em 1928 que um médico inglês, Edward Bach, desenvolveu seu próprio método de cura por meio dos florais.

Foto: Dr. Edward Bach

Médico e pesquisador famoso em Londres, dono de dois laboratórios, foi em uma festa que o Dr. Bach teve um insight enquanto observava as pessoas a sua volta, ele observou que seria possível separá-las em grupos por semelhança de comportamento, e também que seria possível um remédio comum para os sofrimentos de cada grupo.

Teoria da Personalidade. Da observação do Dr. Bach surgiria a sua Teoria da Personalidade, que dividiu em sete grandes grupos pessoas que sofriam do mesmo mal e reagiam da mesma maneira diante de uma doença. Daí em diante ele passa a procurar um método de cura que pudesse também ser usado de forma preventiva e receitado a partir do temperamento de cada paciente, é quando ele começava a pesquisar plantas. 



Os 38 Florais de Bach e a divisão em sete grupos
 
Gotas de orvalho. Em 1930, com 43 anos, o Dr. Bach decide deixar a cidade de Londres e ir morar no campo, em Gales. Naquele mesmo ano, enquanto fazia uma caminhada pela manhã, o médico observou as gotas de orvalho sobre as pétalas das flores e pensou que, incidindo sobre as flores, o sol extraía delas o poder curativo, que ficava concentrado no orvalho. Com isso ele passou a recolher o orvalho das pétalas antes do nascer do sol. 

Método solar. A maneira de recolher as propriedades curadoras das plantas, por meio da coleta do orvalho, era muito trabalhosa e impedia a produção em maior escala. Para ele, no entanto, o importante era ter o sol incidindo sobre as pétalas das flores para transferir as propriedades curativas para o líquido. O Dr. Bach passou a colocar então pétalas em uma tigela com água trazida de uma nascente, deixando-as no sol por algumas horas. Desse modo, passou a ser possível trabalhar com as essências dos florais em maior escala.

Aspen
Palavras-chave: medos desconhecidos, maus pressentimentos. Indicações: medos de origem indefinida, para quem se sente preso em ansiedades inconscientes, com tremores e suor. Virtudes que desenvolve: Segurança interior, tranquilidade mental, entusiasmo e disposição para a aventura. A pessoa é capaz de enfrentar seus medos com calma e confiança e pode até assumir riscos.

Foto: Aspen
 
Mount Vernon. Nos seis anos que seguiram após sua partida de Londres, o pesquisador viajou por toda a Inglaterra, e identificou em suas pesquisas 19 essências florais. Em 1934, fixa em Sotwell em uma casa batizada de Mount Vernon, até que em 1936 ele completa seu trabalho com mais 19 remédios extraídos por um novo método de fervura, que dispensava a luz do sol. Em 27 de novembro de 1936, o Dr. Bach faleceu dormindo. 
 
 
 Foto: Mount Vernon foi a última residência do Dr. Bach, onde hoje funciona a sede do The Bach Centre, em Sotwell, na Inglaterra.
 
Efeito Placebo. No Brasil, os Florais de Bach não são reconhecidos como medicamentos, uma das alegações para isso é que as essências são tão diluídas que não contém nenhum princípio ativo. Quem toma os florais, portanto, estaria experimentando, quando apresenta melhoras, um efeito placebo, isto é, a melhora só acontece porque quem toma acredita que irá melhorar - fator puramente psicológico. 

Cerato
Palavras-chave: falta de confiança em si mesmo, dependência da opinião alheia. Indicações: para quem tende a duvidar de si mesmo, sofre de falta de confiança em suas próprias decisões, desconfia da própria intuição, é o famoso "maria vai com as outras". Virtudes que desenvolve: autoconfiança, a pessoa passa a acreditar no próprio julgamento e em sua intuição, tem coragem para decidir. 

 Foto: Cerato

Não se sabe também como explicar por que o uso dos florais em pessoas em coma e também em animais, criaturas em estado não sugestionável, produza exatamente os efeitos de melhora esperados. Assim como pessoas irritadas, que normalmente não respondem a terapia de sugestão, também relataram melhoras. Esses fatos demonstram que o uso possui eficácia. No Brasil, desde 1997, profissionais de enfermagem foram autorizados pelo Conselho Federal a indicarem o tratamento com florais.
Os Florais de Bach são uma terapia complementar - podem complementar - jamais substituir a medicina. 

Chestnut Bud
Palavras-chave: erros repetidos, não aprende com as experiências. Indicações: para quem leva mais tempo para aprender as lições da vida, repete sempre os mesmos erros, dá pouca atenção aos detalhes, não assimila as experiências. Virtudes que desenvolve: aprendizado, concentração e atenção aos detalhes importantes. A pessoa passa a enxergar as situações em toda a sua profundidade, aprendendo com as próprias experiências e as dos que estão a sua volta. 

Foto: Chestnut Bud

Gotinhas. Os Florais, que são administrados em gotinhas, agem como um lembrete da nossa natureza, que, em sua origem, é saudável e harmoniosa. A terapia age de maneira sutil, a própria forma da planta já demonstra a sua atuação. É um tratamento que exige paciência e abertura para o autoconhecimento contínuo.

Heather
Palavras-chave: egocentrismo, quem precisa de alguém para ouvi-lo. Indicações: para quem não consegue ficar sozinho, precisa de constante atenção de outros. É o adulto carente, que sente com pouco a oferecer, é autocentrado, só sabe falar de si mesmo e dos seus problemas, tem dificuldade de ouvir os outros, o que acaba por afastá-los. Tende a sugar a energia alheia. Virtudes que desenvolve: prazer de ouvir os outros, a pessoa se torna solícita, pronta para ajudar. É capaz de cuidar de si mesmo. 

 Foto: Heather

Não faz milagres. A terapia com florais não visa modificar a personalidade das pessoas, apenas ajudá-las a se livrarem de um aspecto negativo que as esteja incomodando. O princípio básico dos florais é transformar sentimentos negativos em positivos, nas palavras do Dr. Bach: o que conhecemos como doença é o estágio terminal de uma desordem muito mais profunda.
 
Agrimony
Palavras-chave: tortura mental escondida por falsa alegria. Indicações: para quem esconde suas aflições, em geral atrás de uma máscara de alegria, faz brincadeiras dos próprios problemas, escondendo seus próprios sentimentos. Pode recorrer ao álcool e às drogas para se sentir estimulado e suportar suas atribulações com ânimo. Fica tão aflito com discussões ou brigas que se priva de muita coisa para tentar evitá-las. Procura não ficar sozinho, pois se torna atormentado e sofre. Virtudes que desenvolve: a paz interior, a alegria. A pessoa desenvolve um senso de humor refinado, sem fingimentos. Aprende como demonstrar sentimentos reais, e ainda encontra força para defender suas crenças nas situações de conflito. 

 Agrimony

Sete áreas de conflito. Em seus estudos o médico identificou sete disposições mentais que estão na origem de nossas doenças: orgulho, crueldade, ódio, egoísmo, ignorância, instabilidade e ambição. Essas disposições, se não trabalhadas a tempo, podem refletir no próprio corpo do indivíduo, geralmente produzindo um tipo próprio de doença. Indo mais além, ele afirma que a parte afetada do corpo por uma doença tem significado, por exemplo, as mãos doentes podem ser a falta de ação.
A saúde é encontrada, por sua vez, na busca dos seguintes sentimentos ou fases para cura: paz, alegria, esperança, fé, certeza, sabedoria, amor. 

Beech
Palavras-chave: intolerante e crítico em relação aos outros Indicações: para quem tende a ser arrogante por seu forte senso de superioridade, é incapaz de fazer concessões, crítico em excesso, procura imperfeições em tudo e está sempre pronto a julgar os demais, é de um rigor extremo, por estar convencido de ter razão. Exige sempre disciplina e ordem. Virtudes que desenvolve: a humildade, solidariedade e tolerância. A pessoa fica mais compreensiva e passa a aceitar as diferenças entre os seres humanos.

 Foto: Beech

Importância do autoconhecimento. Quando conseguimos reconhecer os sentimentos negativos que nos fazem mal – o que demanda profundo autoconhecimento e estudo de si mesmo – podemos nós mesmos escolher o floral correto para o nosso tipo de problema. É de suma importância ir desenvolvendo o conhecimento de si próprio e o uso adequado de cada floral, pois por vezes a eliminação de um determinado sentimento tenderá a demonstrar outro, depois outro, até atingir o cerne do problema. Portanto a eliminação do problema se dá desenvolvendo o oposto ao mal identificado e na atenção constante de como nos sentimos. 

Crab Apple
Palavras-chave: raiva de si mesmo, baixa auto-estima, sensação de impureza. Indicações: Para quem se sente sujo ou contaminado, mental e fisicamente. Tem auto-imagem negativa, vergonha de si mesmo, sofre de ansiedade com relação a "impurezas" como espinhas, furúnculos e secreções. Pode ter obsessão por limpeza, nos cuidados com a casa, ou lavando as mãos toda hora. Se prende em detalhes, perde-se em pormenores e é incapaz de ver o todo. Virtudes que desenvolve: a auto-estima, fazendo a pessoa se aceitar como ela é. Este é o floral da limpeza da mente e do corpo, chamado pelo Dr. Bach de 'purificador do sistema'. A pessoa torna-se descontraída em relação a sua aparência.

 Crab Apple

Quatro passos. A saúde vence a doença, segundo a filosofia do Dr. Bach, por meio destes quatros passos: a compreensão de que possuímos em nós mesmos o poder de superar tudo que está errado; o conhecimento de que a causa básica da doença é uma desarmonia entre nossa personalidade e a nossa essência; a vontade e a capacidade de descobrir que falha causa esse conflito; a eliminação da falha pelo desenvolvimento da virtude oposta. 

Uso livre. Os Florais de Bach não possuem contraindicação, embora pessoas alérgicas possam ter problemas ao administrar alguma das essências. A terapia com florais foi desenvolvida para ser administrada por qualquer leigo, essa forma de medicina voltada para o interior, como já se sabe, visa o autoconhecimento, sendo esse o caminho mais adequado para quem faz o uso dos florais. 

Gorse
Palavras-chave: perda da esperança, desistência de lutar. Indicações: para quem nutre sentimento de total desesperança, acredita que nada mais pode ser feito, perdeu a vontade, desistiu, a vida é apenas sofrimento, a pessoa parece necessitar de um raio de sol na sua vida, como dizia o próprio Dr. Bach. Virtudes que desenvolve: esperança no presente e futuro, otimismo, fé na vida e nas coisas boas que podem vir a acontecer. Esse floral ajuda muito no tratamento de doenças crônicas. Seu lema é: todo dia uma nova oportunidade

 Foto: Gorse

Observe a si mesmo. O processo de escolher um floral começa com o desprendimento de qualquer doença física que se esteja vivenciado, deve-se esquecer delas para nos concentrarmos no estado mental e emocional. Depois, observando a si mesmo, cada desejo e limitação, pode-se gradualmente começar a usar algum floral indicado para condição que foi percebida. Se ainda assim restarem dúvidas, há profissionais que trabalham diretamente com indicação de florais que podem ajudar. 

Star of Bethlenhem
Palavras-chave: traumas e choques do presente ou do passado. Indicações: para quem não consegue lidar com choques ou traumas, para os estados de torpor. Quem fica paralisado após acidentes e más notícias, não é capaz de se libertar das sequelas de um trauma do passado ou do presente, está inconsolável com sentimentos de perda ou dor. Virtudes que desenvolve: neutraliza o choque e seus efeitos, sejam eles imediatos ou retardados. Traz alívio e consolo. Esse é o floral consolador das dores e tristezas, incluindo o trauma de nascimento.

Star of Bethlenhem

Sete grupos. As 38 essências (remédios) estão divididas em sete grupos, cada um para um estado mental ou de ânimo que afeta as pessoas: 1) para o medo; 2) para indecisão, incerteza e insegurança; 3) para falta de interesse pelo presente, pelas circunstâncias atuais; 4) para solidão; 5) para excesso de sensibilidade a opiniões, ideias e influências externas; 6) para desânimo e o desespero; 7) para a preocupação e o cuidado excessivos com o bem-estar dos outros. 

Inglaterra. Os Florais de Bach originais vêm da Inglaterra, onde até hoje o processo de obtenção das essências é feito exatamente como à época do Dr. Bach. O sonho dele, no entanto, era que toda residência possuísse um kit floral

Mustard
Palavras-chave: tristeza profunda ou melancolia sem causa conhecida. É um sentimento cíclico.
Indicações: ataques de melancolia e até desespero, como se uma nuvem sombria pairasse sobre a cabeça da pessoa, cobrindo a luz e alegria da vida. Depressão que surge sem razão aparente.
Virtudes que desenvolve: a alegria natural de todo ser humano, a paz e a serenidade, afasta a nuvem sombria para que o sol reapareça e a felicidade seja restaurada. Os sentimentos negativos são dissipados.

Mustard

Bom senso. Assim como em qualquer tratamento, o bom senso é fundamental. Como bem demonstrado, a terapia com o uso dos florais não substitui a medicina convencional. Portanto, como não possui nenhuma restrição, por ser puramente natural, podemos fazer uso dos florais tranquilamente, inclusive como meio preventivo de doenças, desde que mantidos os tratamentos convencionais e não os atrapalhe.

Fontes: The Bach Centre
BACH, Edward. Os remédios Florais do Dr. Bach - Ed. Pensamento, 2003.
MACPHERSON, Hugh. As qualidades positivas dos Florais de Bach - Ed. Aquariana, 1989.
_________________
CUIDE BEM DE VOCÊ > Avaliação por RADIESTESIA na dimensão PSÍQUICA = MENTAL do distúrbio, que afeta o > EMOCIONAL > COMPORTAMENTAL, interferindo na SAÚDE FÍSICA. ATENDIMENTO online BRASIL e Europa - Protocolos para o tratamento são passados na avaliação radiestesica, em relatórios individualizados e com acompanhamento em todo o processo terapêutico. www.cuidebemdevoce.com 
 
 


 

Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...