terça-feira, 6 de março de 2012

Rosa de Macartney : Distúrbios neurológicos...

Rosa de Macartney (Rosa bracteata)  
 

Outra extraordinária essência que talvez possa ser útil no tratamento de distúrbios neurológicos é preparada a partir da rosa de Macartney, uma flor nativa da China central e ocidental. A explicação para a sua eficácia, de acordo com o texto de Gurudas, é realmente interessante, se considerada a partir da perspectiva da eletrofisiologia neuronal. A essência da rosa de Macartney aparentemente pode ser usada para alterar a carga elétrica dos neurônios. Conforme foi discutido no Capítulo 5, a carga elétrica e o potencial da membrana das células ajudam a modular a atividade dos neurônios. Pode-se perceber que os benefícios potenciais proporcionados pelo tratamento de distúrbios neurológicos com essências florais (ou elixires de pedras preciosas) são, possivelmente, bastante significativos. É imperativo que sejam realizadas pesquisas clínicas em modelos animais e humanos a fim de investigar as afirmações de natureza terapêutica contidas no livro de Ryerson.

As essências florais que, segundo se diz, estimulam a regeneração do sistema nervoso poderiam ser utilizadas pelos médicos no tratamento de vítimas de derrame. Atualmente, tudo o que pode ser feito em favor de pessoas que sofreram acidentes vasculares cerebrais (derrames) é a prescrição de intensa fisioterapia, tratamento para corrigir os defeitos da fala e mudanças no modo de vida. Embora o médico possa intervir para tentar controlar fatores de risco que venham a facilitar a ocorrência de um novo derrame, nada realmente pode ser feito para melhorar a recuperação do paciente, a não ser um retreinamento básico do sistema nervoso.

Muitos pacientes idosos que sofrem um comprometimento da função cerebral não conseguem recuperar as habilidades perdidas e ficam semiparalisados e presos à cama. É possível que essências florais específicas (e elixires de pedras preciosas) possam ajudar esses pacientes aparentemente desesperançados a recuperar suas funções neurológicas e anatômicas. A essência da rosa de Macartney, por exemplo, quando usada junto com outras essências, como a erva-mate e a artemísia, talvez se revele útil no tratamento de distúrbios neurológicos.

Esta essência acentua as faculdades telepáticas. Ela melhora o equilíbrio entre os hemisférios direito e esquerdo do cérebro através de um aumento na sensibilidade dos neurônios. Essa maior capacidade telepática também faz com que a pessoa tenha uma melhor compreensão global de si mesma. A rosa de Macartney atenua a epilepsia, equilibra os tecidos motores neurológicos e alivia diversas formas de esquizofrenia, como o autismo, por exemplo.

No nível celular, a rosa de Macartney aumenta a distribuição de RNA e estimula a regeneração de tecidos neurológicos, especialmente no cérebro. Além do mais, ela também aumenta a capacidade de a estrutura celular acumular uma carga elétrica. Isto interfere com a regeneração dos tecidos, já que as cargas elétricas presentes no interior das células ativam a memória celular. Os corpos astral e mental passam a ter um melhor alinhamento, o que também aumenta a capacidade de comunicação telepática.

Um notável ponto mencionado nessa citação relativa aos efeitos da rosa de Macartney foi a informação de que essa essência acentua a capacidade telepática. E interessante observar que essa maior capacidade telepática se deve a alterações produzidas pela essência floral nos níveis celular e sutil. No nível neuronal, a capacidade de comunicação telepática pode ser acentuada aumentando-se a sensibilidade das células nervosas do indivíduo aos estímulos. No nível sutil, as interações telepáticas são intensificadas porque os corpos astral e mental estão mais bem alinhados.

A telepatia é uma forma de comunicação sutil que ocorre entre pessoas. Sugere-se que a telepatia ocorra quando as energias do pensamento são transmitidas de uma pessoa para outra. O efeito telepático assemelha-se um pouco a uma espécie de ressonância energética entre os cérebros e os sistemas de chakras do emissor e do receptor telepático. Os pensamentos são transmitidos mais em termos de conteúdo geral e não de palavras. O cérebro do receptor telepático traduz os padrões de pensamentos recebidos de acordo com símbolos, imagens, palavras e sentimentos comuns aos vocabulários mentais do emissor e do receptor. O fenômeno telepático é um reflexo da ressonância energética entre os campos mentais do emissor e do receptor. Em outras palavras, as ondas de pensamento são recebidas e, a seguir, por indução, parecem ressoar junto com determinados circuitos de memória relativos a imagens, palavras e sentimentos que o cérebro usa para interpretar o pensamento recebido. Quando ocorre a comunicação telepática entre duas pessoas, elas frequentemente chegam ao mesmo pensamento simultaneamente. Esta é uma consequência colateral da indução de ressonância entre os campos mentais. Na telepatia consciente, muitas vezes acontece de nenhum dos indivíduos conseguir saber quem captou primeiro uma determinada idéia.

É mais comum a telepatia ocorrer entre duas pessoas no nível da consciência superior. A transdução de sinais de energias superiores se faz através das interfaces dos sistemas chakra-nádi e meridiano, as quais atuam como elemento de ligação entre o corpo sutil e o sistema nervoso físico. Para que a percepção telepática ocorra num nível consciente, é preciso que haja uma organização equilibrada não apenas do cérebro físico, mas também dos sistemas energéticos sutis que abastecem o sistema nervoso com informações de frequências superiores.

A questão aqui é que as essências florais (e os elixires de pedras preciosas) talvez possam ajudar as pessoas a empreender diversos tipos de desenvolvimento psíquico. As essências mais benéficas sob este aspecto seriam aquelas que atuam basicamente nos níveis etéricos da anatomia sutil humana...

Essência Floral - Sistema Pegasus:
MaCartney Rose (Rosa bracteata) - Equilibra o cérebro esquerdo e direito, em parte, pelo aumento da sensibilidade dos neurônios, telepatia aumentos que cria uma maior sensação de auto de compreensão total a ser um. Alivia a epilepsia, várias formas de esquizofrenia, autismo, e equilibra tecidos motoras neurológicas. No nível celular aumenta a distribuição do RNA e estimula a regeneração do tecido do tecido neurológico, particularmente no cérebro. Aumenta a capacidade da estrutura celular para manter a carga. Isto tem implicações na regeneração de tecidos, porque cargas elétricas no interior das células ativa a memória celular. Os corpos astral e mental são levados para um maior alinhamento, o que também aumenta a telepatia.. [Gurudas Flower Essences] - Gurudas.
___________
Muito interessante reler mais uma, das tantas vezes que li, sobre a Rosa de Macartney... Eu gosto muito de flores e a elas tenho uma profunda gratidão, por tudo o que sua energia vibracional (florais), fizeram por mim em uma série de somatizações, ou seja, já instalados no corpo físico. As rosas costumam ser muito veneradas e eu nunca tive predileção por elas, com exceção de algumas, que por sinal costumam ser as mais simples... Ano passado eu estava em um local de plantas/paisagismo de um amigo aqui e de repente vejo umas florezinhas brancas que me encantou e pergunto ao meu amigo já me aproximando do local, que flor era aquela que simplesmente adorei... Sinceramente nem me lembro o que ele respondeu, talvez que não se lembrava do nome, porém eu disse a ele que iria leva-la.

Hoje ao procurar em sites em inglês (eu já havia procurado por ela em sites nacionais, sem sucesso), no primeiro que abro lá encontro a tal florzinha branca, que nada mais é do que a Rosa de Macartney.

Até onde sei, não há em nenhum sistema floral aqui no Brasil a essência dessa flor, mas no final deste ano quando houver floração eu farei aqui nas minhas queridas montanhas, com água da nascente um floral mãe e vou testar em mim e, claro, se me apresentar algum caso de distúrbio neurológico também.

Lena Rodriguez


Cuide bem de você...
www.cuidebemdevoce.com

Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...