terça-feira, 10 de setembro de 2013

E.F.T. - A história inspiradora de Lisa Rogers



Neste artigo de Lisa, note como ela intuitivamente utilizou EFT de uma forma global, antes de finalmente enfrentar os eventos específicos (raízes) envolvidos. Embora muitas pessoas tenham alcançado resultados como este em uma base faça-você-mesmo, devo exortá-lo a ser conservador e recorrer a ajuda de um profissional qualificado. Isso porque a EFT pode ser enganosamente poderosa e questões enterradas podem vir à tona.
Gary
Tradução livre e adaptação por Mizuji Kajii http://mizuji.com/artigos/lisa.htm

A história inspiradora de Lisa Rogers

Caro Gary:
Meu nome é Lisa Rogers e eu não sou uma terapeuta. Eu não tenho nenhuma formação na área de saúde mental e, na verdade, eu mal me formei no colegial. Eu sou apenas uma pessoa comum que tinha um problema extraordinário. Eu sofria de Transtorno de Estresse Pós-Traumático.

Desde os 12 anos, visitei dezenas de terapeutas na tentativa de obter ajuda para minha depressão e ansiedade. Anos de aconselhamento e medicamentos prescritos me deixaram frustrada e longe do que poderia considerar um alívio. Minha frustração me levou ao uso de drogas ilícitas e álcool, num esforço em busca de algum alívio.
Quando encontrei a Emotional Freedom Techniques (EFT) eu não tinha ideia, na época, do quanto ela iria mudar minha vida. Parecia bom demais para ser verdade, Nada mais tinha funcionado e uma vez que era algo que eu poderia fazer por minha conta, eu decidi dar-lhe uma chance. O que eu tinha a perder? Fiz tapping(*) todos os dias. Meu ritual era que eu iria fazer tapping cada vez que ia para o banheiro. Tinha a privacidade e eu sabia que estaria lá algumas vezes por dia!

Embora houvesse muitas questões importantes que eu precisava resolver, eu achei que seria útil me concentrar em uma de cada vez. Eu acho que o melhor lugar para começar é o começo, com o abuso sexual na infância.

Quando eu era criança, fui severamente abusada - emocionalmente, fisicamente e sexualmente - por um membro da família. O abuso sexual começou quando eu tinha 8 anos e continuou por 4 anos em uma base regular. Quando eu disse a minha mãe, ela não acreditou em mim. Isso me deixou com uma sensação duradoura de vergonha e culpa, que de alguma forma eu tinha feito alguma coisa para causar isso. Minha família me tratou como se fosse uma traidora. Eu me senti uma aberração. Fugi de casa aos 12 anos e vivi nas ruas por anos. Eu era uma usuária de drogas injetáveis aos 14 anos, e grávida do meu primeiro filho aos 15...
Os anos foram passando e minha vida era um desastre. Eu me sentia sozinha e incompreendida. Pensei que eu era uma pessoa ruim. Eu me odiava e estava ressentida com o mundo. Eu estava me destruindo e desesperada por ajuda quando eu encontrei a EFT. Eu pedi o Manual Gratuito de EFT e aprendi o processo. Eu tinha medo de cavar muito fundo, então no começo eu só fiz para minhas sensações físicas.

Embora eu me sinta como um cervo diante dos faróis ...
Embora meu coração esteja pulando para fora do meu peito ...
Embora eu me sinta como alguém que simplesmente deu salto e se assustou ...
Embora eu não consiga me concentrar ...
Embora o barulho me faça mal...
Embora a luz me machuque...
Embora eu esteja muito nervosa sem motivo ...
Embora eu esteja apavorada e eu estou apenas assistindo TV ...
Embora eu continue tendo esses terrores noturnos ...

Após cerca de um mês fazendo tapping todos os dias em meus sintomas externos, pude ver que EFT estava realmente funcionando. Eu, então, senti-me confiante e segura o suficiente para começar a fazer o tapping em emoções negativas dolorosas específicas.

Embora eu me odeie por...
Embora eu seja um lixo por ...
Embora eu não valha nada por ...
Embora eu tenha merecido...
Embora eu não merecesse aquilo ...
Embora nenhuma criança mereça aquilo ...
Embora meus pais não tivessem me amado ...
Embora meus pais não tivessem me protegido ...
Embora eu nunca devesse ter dito ...
Embora eu devesse ter dito antes, mas eu estava com muito medo ...
Embora eu tenha contado e isso arruinou minha família e minha vida ...
Embora eu não consiga esquecer ...
Embora não consiga afastar essas lembranças...
Apesar de ter sido há anos e ainda dói muito ...
Embora eu sinta vergonha e culpa ...
Embora eu me sinta estranha ...
Apesar de uma parte de mim ainda achar que a culpa é minha ...
Embora eu saiba que não foi culpa minha ...
Embora minha mãe não tenha acreditado em mim ...
Embora todo mundo tivesse achado que eu era uma mentirosa ...
Apesar de que ele me fez odiar meu corpo ...
Embora os serviços de proteção a criança soubesse e eles não me protegeram ...
Embora minha mãe soubesse e ainda não iria admitir isso ...
Embora eu nunca vá ser normal ...

Eu simplesmente continuei fazendo EFT em tudo que vinha a minha cabeça. Eu escrevia as coisas para fazer o tapping mais tarde, se eu não pudesse fazer na hora. Eu estava determinada. Fiz tapping por mais 6 meses em uma base regular. Eu sempre verificava meu progresso com a escala de 0-10.

Eu tenho que anotar aqui que, para os primeiros meses eu nunca fiz tapping em memórias específicas de abuso (eventos específicos), porque elas eram muito dolorosas. Eu não queria revivê-las, então eu simplesmente fiz o tapping em meus sentimentos em torno do abuso como um todo. Uma vez que eu me livrei da culpa e da vergonha que eu sentia por tanto tempo, era mais fácil lidar com eventos específicos, porque eu sabia, logicamente, que não foi culpa minha. Eu já tinha aprendido a usar "A técnica do Trauma Sem Lágrimas", onde você pode imaginar-se pensando sobre o problema, sem realmente pensar sobre isso. Esta é uma grande ferramenta que eu uso frequentemente.

Em um ano após ter encontrado EFT, minha vida tinha mudou completamente. Por anos eu estou livre de drogas e álcool e não tive um único ataque de pânico. Agora eu amo a mim e a minha vida. EFT me deu a liberdade para ser um ser humano valioso e produtivo. Meu sucesso pessoal com EFT me inspirou a ajudar os outros. Agora sou uma praticante de EFT, ajudando as pessoas a superarem seus problemas com os Emotional Freedom Techniques.

Lisa Rogers

(*) tapping – refere-se às batidas de EFT; são batidas leves feitas com pontas dos dedos em determinados pontos do corpo.
 
Tradução livre e adaptação por Mizuji Kajii http://mizuji.com/artigos/lisa.htm
Fonte: emofree.com

Nota: Este artigo pressupõe que você tenha um conhecimentos práticos de EFT. Os recém-chegados ainda podem aprender com ele, mas são aconselhados a fazer um curso de EFT ou estudar fazendo o download do Manual Gratuito de EFT..
_______ 


Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...