terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

173- Óleo de Fígado de Bacalhau: Uma Tradição Que Faz Bem!

Adorei ler este artigo, porque acho excelente o óleo de fígado de bacalhau... Quando meu filho ainda criança, sempre que mudava a estação, outono/ inverno eu começava a dar à ele... Ele era péssimo para comer, mas o que ele comia eu fazia questão que tivesse qualidades nutricionais e tive a felicidade de jamais vê-lo resfriado ou debilitado fisicamente. Lena Rodriguez


Óleo de Fígado de Bacalhau: Uma Tradição Que Faz Bem!

Antigamente, as mães e avós não deixavam faltar, na vida de seus filhos e netos, uma colher diária de óleo de fígado de bacalhau. Elas sabiam – aprenderam de suas próprias mães e avós – que ele faz bem. Essa sabedoria popular estende-se a várias civilizações muito antigas, cuja saúde, constituição física, agilidade mental, sobreivência e prosperidade dependiam de ingredientes da sua alimentação. Nessas culturas, o óleo de fígado de bacalhau era reverenciado!
Tomá-lo ou não, fazia toda a diferença. E como veremos, ainda pode fazer!

Se de um lado, a ciência contemporânea séria estuda e comprova, a cada dia, os importantes benefícios do óleo de fígado de bacalhau, de outro, infelizmente alguns profissionais de saúde acham que esse óleo não serve para nada. Claro, ninguém pode patentear o coitado do bacalhau, portanto a indústria farmacêutica não possui o menor interesse em divulgá-lo…

O óleo de fígado de bacalhau é uma fonte importante de nutrientes essenciais, porém difíceis de serem obtidos na dieta contemporânea: Além de ácidos graxos ômega-3, ele é rico em vitaminas A e D pré-formadas, podendo conter pequenas quantidades de vitamina K, vital para a saúde do sangue e dos ossos.

A vitamina D promove a absorção e transferência de cálcio através das membranas celulares. Essa transferência cálcio é importante não apenas para os ossos, mas também para o bom funcionamento do cérebro e sistema nervoso.

A vitamina D também influencia a absorção de magnésio e zinco. Níveis adequados de cálcio, magnésio e zinco no cérebro são fundamentais para a neurotransmissão. Doenças como a enxaqueca, depressão, ansiedade, pânico, fibromialgia e síndrome do déficit de atenção, têm como base um mau funcionamento na neurotransmissão.

Um estudo norte-americano publicado em 7 de setembro de 2006 na revista Epidemiology and Infection, relata que a forma biologicamente ativa de vitamina D (que se encontra no óleo de fígado de bacalhau) possui propriedades antiinflamatórias!

A vitamina D contribui para o equilíbrio hormonal. Estudos científicos associaram sua ingestão à melhora de doenças como ovários policísticos, infertilidade, TPM e enxaqueca menstrual.

Estudos demonstram que estados de deficiência de vitamina D produzem sintomas que são confundidos com fibromialgia e síndrome da fadiga crônica. Ambas essas doenças, freqüentemente, coexistem com a enxaqueca.

A vitamina D regula uma enzima chamada tirosina hidroxilase, necessária para a produção de neurotransmissores como a dopamina, adrenalina e noradrenalina. O desequilíbrio desses neurotransmissores está associado à enxaqueca e depressão, entre outras doenças. Leia mais a respeito da relação entre neurotransmissores e enxaqueca no meu livro,”Enxaqueca – Só Tem Quem Quer”.

Para ser assimilada pelo organismo de maneira adequada, a vitamina D precisa ser ingerida juntamente com gordura, pois ela dissolve-se na mesma, facilitando a sua absorção. Além disso, é desejável que mantenha uma proporção adequada com a vitamina A. Ambos esses requisitos estão presentes no óleo de fígado de bacalhau.

O óleo de fígado de bacalhau também contém ômega-3, conhecido por suas propriedades antiinflamatórias.

Quantas qualidades para um único alimento!

Existem várias qualidades de óleo de fígado de bacalhau. Um produto, por exemplo, pode ostentar o rótulo de “óleo de fígado de bacalhau”, mas se você ler atentamente a lista de ingredientes, poderá encontrar vários não desejáveis à saúde, como óleo de soja, aromatizantes, corantes, sabor artificial, etc. Por isso, fique de olho.

Algumas farmácias de manipulação possuem óleo de fígado de bacalhau puro em seus estoques, mas só podem vendê-lo mediante receita médica. Por isso, uma boa idéia é conversar com seu médico a respeito. Ele poderá orientá-lo quanto à dosagem mais adequada para o seu caso.

Existem drogarias que possuem o óleo de fígado de bacalhau na forma de cápsulas. Estas podem ser adquiridas diretamente, sem receita médica. Mas cuidado, existem alguns que não são puros, portanto leia os rótulos com atenção.

Não confunda “Óleo de Peixe” com “Óleo de Fígado de Bacalhau”. Prefira o último.

Ao consumir o óleo de fígado de bacalhau, certifique-se de ingerir bastante cálcio. Sugiro, como fonte de cálcio, o iogurte natural integral. Esse detalhe é importante para a saúde dos seus ossos. Não faz bem aos ossos ingerir vitamina D sem ingerir cálcio suficiente.

Na minha experiência, o óleo de fígado de bacalhau é um excelente suplemento. Por isso, minha dica é: converse com seu médico de confiança a respeito e verifique se esse suplemento é adequado para você.

Fonte

Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...