sexta-feira, 11 de julho de 2008

30- O MEL NA CURA DE DOENÇAS GASTRITE E ÚLCERA

O MEL NA CURA DE DOENÇAS GASTRITE E ÚLCERA



Os alimentos que ingerimos são submetidos no estômago à ação do suco gástrico durante duas, três ou mais horas. As observações clínicas conduzem numerosos autores a concluir que o mel de abelhas isoladamente ou misturado com os principais alimentos diminui a taxa de acidez e, por consequência, deve ser utilizado como medicamento e alimento dietético nos casos de afecções gastrointestinais acompanhadas de hipercloridria, gastrites e úlceras.

V. Grigóriev observou um doente sofrendo de gastrite com hipercloridria e dores agudas acompanhadas por vezes de síncopes. O mel foi neste caso, o único remédio eficaz.

O Dr. Naum Lorich, conhecido médico e apicultor russo, cita em suas pesquisas que o mel atua também como diurético, antiespasmódico vascular e tonificador.

Diz também que vem sendo empregado nas enfermidades infecciosas graves e nas intoxicações, e também como antihemorrágico de origem gástrica; além de acalmar o sistema nervoso, combatendo a acidez e neutralizando o Ph do suco digestivo e que com o tratamento desaparecem as dores, a azia e as náuseas.

A ação do mel é além disso dupla: por um lado, ação local que favorece a cicatrização da úlcera da mucosa gástrica, por outro lado, ação fortificante sobre o sistema nervoso. Esta última ação é tanto mais importante quando se admite hoje que o aparecimento de úlceras do estômago e do duodeno seriam devidas ao desequilíbrio da receptividade nervosa destes órgãos.
Como usar o mel:
No caso de úlceras, o melhor é tomar o mel como medicamento 1,5 a 2 horas antes do café-da-manhã ou do almoço, e 3 horas depois do jantar. O efeito é excelente tomando-o dissolvido em água quente previamente fervida. Isto, com efeito, contribui para o amolecimento da mucosa das paredes gástricas e para a sua absorção mais rápida, sem irritação do estômago e duodeno; além disso, o ácido gástrico tende a diminuir.


O EXTRATO DE PRÓPOLIS NA CURA DE DOENÇAS


GASTRITES E ÚLCERAS
Os doutores Villalón e outros (Cuba), realizaram um estudo em 12 pacientes com úlcera gástrica duodenal, alguns apresentando sangramento, tratados unicamente com extrato de própolis. Foi observado primeiramente a eliminação dos sintomas e a cicatrização das lesões nas úlceras gástricas em 24 dias e nas úlceras duodenais em 46 dias em média.

Em 1971 o Dr. I. F. Anoicov (Russia), tratou de 25 pacientes que sofriam de úlcera gástrica e duodenal, todos na faixa etária de 25 a 50 anos. Esses pacientes portavam a enfermidade entre 5 e 10 anos. Todos tinham sido tratados em clinicas, comprovando-se uma leve melhora. Ele empregou uma solução de extrato de própolis no novo tratamento e chegou à seguinte conclusão: o extrato de própolis tem um bom efeito terapêutico no tratamento de úlceras gástricas e duodenais.

Pechansku (Romênia) usou o extrato de própolis no tratamento de úlceras gástricas e duodenais. Ele utilizou o extrato de própolis em 17 pacientes com úlceras gástricas. Como resultado do tratamento, 12 pacientes obtiveram completo restabelecimento clínico e 5 apresentaram melhoras no quadro. O uso do extrato de própolis diminuiu as dores no quarto e quinto dia de tratamento, e estas cessaram completamente no final do décimo ao décimo segundo dia.

Em alguns casos o extrato de própolis foi utilizado no tratamento de gastrite crônica. Nestes casos, os pacientes apresentaram uma melhora, com o desaparecimento das dores e a normalização do apetite.

As experiências clínicas aconselham a ingestão média de 15 gotas de extrato de própolis em três dedos de água (de preferência água mineral não clorada), quatro a cinco vezes ao dia dependendo do estágio da doença.



Mapa do Site Contatos Indique nossa loja Apiários 2G - (43) 3342-4201
Rua Francisca H.F. Castro 264 -
Londrina / PR
86042400

20 comentários:

  1. tenho muta azia mal estar e parece que tenho uma bola no estomago e fico arrotando toda hora e tenho medo de comer porque tudo me faz mal, sera que posso tomar extrato de propolis?

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho gastrite e cada vez que tenho azia eu sempre como uma colher de mel e noto que me passa.

    ResponderExcluir
  3. gostei muito das orientações ,pois vou coloca-las em prática.

    ResponderExcluir
  4. oi gente eu sou casada 8 anos meu marido ele sofre muito com a gastrite e ulcera ele sofre muito com isso eu nao aguento mais ele rola para o lado para o outro e me pertuba muito de dor o que eu faço me ajudem qual a soluçao disso....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola sou Enusia, veja bem eu tenho gastriti leve segundo os medicos há 13 anos e depois de muito sofrer e pedir uma 4ª opniao, percebi que meu organismo é sensivel e que nunca vou ser como as outras pessoas que nao sofrem deste mal. Entao a unica maneira é mudar os habitos já e jamais coma uma laranja, feijao, repolho e suco de maracuja e para acabar de encerrar, nenhuma bebida que contenha gás (refrigerantes em geral, agua com gás etc...) fica a dica

      Excluir
  5. Oi querida, a ajuda vc acabou de ler, mas se quiser ir na causa aí só passando por uma consulta comigo a distância, pelo e-mail: liberdadedeser@gmail.com ... O meu trabalho é exatamente este, ir na causa das patologias, veja aqui meu site e meu trabalho: www.cuidebemdevoce.com
    Paz do Eu!

    ResponderExcluir
  6. ou dizer tambem que o propolis ajuda na cura contra infeccao urinaria, ha algum estudo comprovado referente ao propolis nesse tipo de infeccao??

    ResponderExcluir
  7. O extrato de própolis é sempre extraído com álcool? No caso de pessoas com eu q possui gastrite e deve evitar a ingestão dessas substancias, como faço p uso continuo? Existe extrato de própolis sem álcool?

    ResponderExcluir
  8. sofro de gastrite ou ulcera nervosa o que devo fazer?

    ResponderExcluir
  9. Olá Cleber e à todos, busco levar informações de coisas naturais e a maioria das vezes acessíveis à todos para uma ajuda em muito distúrbio que se encontra somatizado (manifestado no corpo físico), porém, muitas vezes somente isto não é o suficiente se não formos realmente na causa do que nos acomete as disfunções e que na mairia das vezes tbm tem início em nosso emocional. O próprio nome da gastrite/úlcera, explicando até onde sei, a gastrite é algo que antecede uma úlcera, tornando esta última já a somatização do padrão emocional. O ideal além de substâncias naturais para o combate seria o tratamento do padrão emocional e este é meu trabalho, conheça-o: www.cuidebemdevoce.com
    àz do Eu!

    ResponderExcluir
  10. Olá tenho gastrite leve e gostaria de saber se posso fazer esse tratamento com propolis e mel tenho a sensassão de refluxo e o meu esofago doi muito po rque sera ajude-me. Obrigada.

    ResponderExcluir
  11. Possas não sou o único, mas o meu caso deverá ser pior.
    Eu provoco o vómito, porque me faz sentir bem no momento.
    Sinto-me cheio e provoco, por vezes até parece que não tenho suco gástrico suficiente.
    Chego a provocar vómitos ingeridos de manhã por volta das 24:00. Obvio fico ansioso e lá vai mais um ansiolitico, está a custar viver assim.

    ResponderExcluir
  12. Pergunto o extrato e a tintura de propolis fazem o mesmo efeito no tratamento da gastrite ou ulcera?

    ResponderExcluir
  13. Gostei do artigo, apesar de ser uma doença bem comum felizmente alguns casos podem ser tratados com cuidados na alimentação.
    Abraços !

    ResponderExcluir
  14. Comecei tomar o propolis,as dores passaram..mas meu estomago fica fazendo barulho o tempo todo,isso é normal?aquela senssação de diarreia ..
    Mr falaram que o própolis causa diarreia é verdade?
    por favor esclareca estas duvidas!!

    ResponderExcluir
  15. Os estudos foram feitos por cubanos sobre o própolis e eu, particularmente não tenho algo que possa ter vivenciado isto, comigo ou com alguem que eu tratasse. Quanto ao mel já senti seus efeitos terapêuticos maravilhosos, porém não exatamente para este seu caso... No livro do Dr. Jarvis, tem uma matéria formidável sobre o mel: http://www.cuidebemdevoce.com/livro-vinagre-de-mac.php .

    ResponderExcluir
  16. meu esposo tenhem lesoes no estomango e tem muito mal aleto e fico preoculpada sera que ta com outra doença grave estou preoculpada me responda obrigado amo muito ele estou preoculpada

    ResponderExcluir
  17. O mal hálito tem multifatores e um deles está ligado ao sistema disgestivo, que no caso aqui pode muito bem estar ligada a esta lesão no estômago de seu marido. Amiga, de nada adianta ficar com pré-ocupações e criando coisas na cabeça, não irá resolver... Provavelmente ele está em tratamento alopático, o ideal é sempre, independente do tratamento que escolhemos, tratar o(s) padrão(es) mental(is) que estão por trás de todo distúrbio que se apresenta, este é meu trabalho: www.cuidebemdevoce.com

    ResponderExcluir
  18. tenho mieloma multiplo faço quimioterapia agora estou com gastrite ulcera duedenal nao aguento mais sentir dor gostaria de saber se posso tomar o mel

    ResponderExcluir
  19. o mel puro, independete de qualquer patologia é benéfico para TODO ser humano... só pode fazer é riquíssimo em minerais.
    Abç,

    ResponderExcluir

Saúde BEM-ESTAR a um Clique

Google + 1

Talvez se interesse:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Florais e Cia...